CAFÉ FILOSÓFICO


A CASTIDADE IMPOSSÍVEL, A LUXÚRIA MALDITA  (CPFL – 26 abr 2013)


A luxúria é um dos pecados mais sérios. Através dela nos perdemos na escravidão do desejo pelo corpo. A castidade (que não deve ser confundida com virgindade) é o correto uso do desejo pelo corpo. A imagem mais comum da perda da castidade é a pessoa que faz sexo sem amor, a mulher fácil, o homem promíscuo. No mundo contemporâneo, a luxuria se confunde com a liberdade sexual, mas passada a euforia, nos perguntamos: o excesso no sexo é sempre infeliz?

Fonte original: CPFLcultura


Palestra da série Sete prazeres capitais – Pecados e virtudes hoje, curadoria de Leandro Karnal





AS SOMBRAS DO HUMANO  (CPFL – 09 set 2011)


O ódio não é irracional. Em determinadas situações, ele pode ser o “justo afeto”: famílias destruidoras, pais indiferentes, filhos egoístas, cônjuges infiéis, governos cruéis, religiões fundamentalistas, profissões insuportáveis. Filosofia, psicanálise e darwinismo se encontram na mesma indagação: o amor as vezes pode fazer mal? Olhar para as razões do ódio pode ser o melhor remédio contra o amor à mentira, a nova hipocrisia contemporânea. A questão de fundo a ser enfrentada é: quando amar seria um erro?


Palestra da série As Razões do Ódio, de Luiz Felipe Pondé.




A TORRE DE BABEL (CPFL – 2009)


A modernidade se caracterizou pela utopia da vida científica. Cremos numa nova humanidade criada pelas tecnologias naturais, sociais e políticas. No horizonte, o imperativo do progresso e sua asfixia niilista. Acordamos na pós-modernidade assim como quem desperta num pesadelo cujo cenário é uma torre muito alta que balança ao sabor da fúria dos elementos naturais. Das alturas de nossa incerta ascensão contemplamos o abismo do futuro: o que levar para essa queda? O que conservar? Do que desistir?





UMA AGENDA PARA O MEDO (CPFL – 2008)


Todas as ciências falam do medo. O homem ao tornar-se consciente, ascende à condição de animal que conhece, como nenhum outro, sua inviabilidade biológica. Seja no ambiente externo, onde se move sob a ameaça da lógica implacável do mundo, seja no espaço interno onde habita sua ruína (a consciência dessa lógica implacável), não há como não perceber a condenação ao fracasso fisiológico final. O medo é sinal de que somos continuamente ameaçados pela falta de sentido da vida, pela percepção da deformação final do corpo, pela violência da ciência, pela indiferença do universo. Como nossos ancestrais na savana africana, marchamos em direção a um horizonte que não parece ter em seus planos nossa felicidade. Como enfrentar o terror cósmico?


PARTE 1


PARTE 2


PARTE 3


PARTE 4


PARTE 5


PARTE 6




UMA AGENDA PARA O MEDO (CPFL Campinas – 04 jul 2008)





FILOSOFIA NA ALCOVA (com Marcia Tiburi – 03 nov 2008)


Este Café Filosófico “discute a relação” entre homens e mulheres. No nosso mundo contemporâneo, a mulher encontra-se “emancipada” e sozinha; e o homem, sensível e inseguro. Para falar sobre os pontos de vista masculino e feminino, o CPFL traz os filósofos Luiz Felipe Pondé e Marcia Tiburi, que conversam a respeito do tema “Filosofia na Alcova”. Será que a filosofia pode ajudar na comunicação entre os sexos?

O programa na íntegra (um único vídeo) encontra-se disponível no site do CPFL Cultura. O programa, gravado em novembro de 2008, foi ao ar pela TV Cultura em 12 de abril de 2008.


PARTE 1


PARTE 2


PARTE 3


PARTE 4


PARTE 5


PARTE 6


PARTE 7


PARTE 8




Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: