Pondé e Dostoiévski na escola



Você gosta de Dostoiévski? Se a resposta for “não”, o problema está em você, nunca nele. Uma coisa que qualquer pessoa culta deve saber é que Dostoiévski (e outros grandes como ele) nunca está errado, você sim. Se você o leu e não gostou, minta. Procure ajuda profissional. Nunca diga algo como “Dostoiévski não está com nada” porque queima seu filme. 

[…] Costumo dizer isso para meus alunos de graduação. Eles riem. Aliás, um dos grandes momentos do meu dia é quando entro numa sala com uns 30 deles. Inquietos, barulhentos, desatentos, mas sempre prontos a ouvir alguém que tem prazer em estar com eles. Parte do pouco de otimismo que experimento na vida (coisa rara para um niilista… risadas) vem deles.

[…]  Nada mais errado do que supor que eles exijam “tecnologia de ponta” na sala de aula (a menos que a aula seja de tecnologia, é claro). Atenção: com isso não quero dizer que não seja legal a tal “tecnologia de ponta”. Quero dizer que “tecnologia de ponta” eles têm “na balada”. O que eles não têm é Dostoiévski.

[…]  Dostoiévski é eterno como a morte. Mas eis que lendo uma excelente entrevista com um psicólogo professor de Yale na página de Ciência desta Folha da última terça (19) encontro um dos equívocos mais comuns com relação a Dostoiévski.

[…]  Mas voltando ao erro na leitura de Dostoiévski. Do fato que religião não deixa ninguém melhor, o professor conclui que Dostoiévski estava errado quando afirmou que “se Deus não existe, tudo é permitido”. Erro clássico. Essa afirmação de Dostoiévski não discute sua crença, nem o consequente comportamento moral decorrente dela (como parece à primeira vista). Ela discute o fato de que, pouco importando sua crença, se Deus não existe, não há cobrança final sobre seus atos.

[…]  O cineasta Woody Allen entendeu Dostoiévski bem melhor do que o professor.


Luiz Felipe Pondé (jornal FSP – 25.07.2011) 

Fonte do texto COMPLETO: Blog do Murilo




Woody Allen, Dostoyevsky & Cinema

[1]  A sombra de Dostoiévski (Por Michel Laub)

[2]  Entrevista com Woody Allen

[3]  Woody Allen traz Dostoievski para nossos dias

[4]  Woody Allen meets Dostoevsky

[5]  Cinema & Filosofia – Homens extraordinários (Por Flávio Paranhos)


** ESTE ARTIGO É PROPRIEDADE INTELECTUAL DO AUTOR E DO JORNAL QUE O PUBLICA **


Anúncios

~ por Pathfinder em 25/07/2011.

 
%d blogueiros gostam disto: