Pondé e os homens “do bem”




VOCÊ SE considera uma pessoa totalitária? Claro que não, imagino. Você deve ser uma pessoa legal, somos todos.

[…] A essência do totalitarismo não é apenas governos fortes no estilo do fascismo e comunismo clássicos do século 20.

[…] Você se lembra de um filme chamado “Um Homem Bom”, com Viggo Mortensen, no qual ele é um cara legal, um professor universitário não simpatizante do nazismo (o filme se passa na Alemanha nazista), e que acaba sendo “usado” pelo partido? Pois bem. Neste filme, há uma cena maravilhosa, entre outras. Uma cena num parque lindo, verde, cheio de árvores (a propósito, os nazistas eram sabidamente amantes da natureza e dos animais), famílias brincando, casais se amando, cachorros correndo, até parece o Ibirapuera de domingo.

[…] Mas ele não tem nenhuma vontade de ir para o comício porque sente um certo “mal-estar” com aquilo tudo. Mas ela, bonita, gostosa, loira, jovem e apaixonada (não se iluda, um par de pernas e uma boca vermelha são mais fortes do que qualquer “visão política de mundo”), diz: “meu amor, tanta gente junta querendo o bem não pode ser tão mal assim”.

[…] Se você tem absoluta certeza que “você é do bem”, cuidado, um dia você pode chorar num comício achando que aquilo tudo é lindo e em nome de um futuro melhor. E se essa certeza vier acompanhada de alguma “verdade cientifica” (como foi comum nos totalitarismos históricos) associada a educadores que querem “fazer seres humanos melhores” (como foi comum nos totalitarismos históricos) e, finalmente, se tiver a ambição política, aí, então, já era.

[…] Não confio em ninguém que queira criar um homem melhor.

Luiz Felipe Pondé (jornal FSP – 18.07.2011)

FONTE ORIGINAL (artigo completo): rKXs


Anúncios

~ por Pathfinder em 18/07/2011.

2 Respostas to “Pondé e os homens “do bem””

  1. Luiz Felipe..!
    Beleza?
    ..Acho que como filósofo, você está sendo radical em relação a líderes
    ..que surgiram na história.
    ..Não podemos utilizar só o NAZISMO ou FACISMO como exemplos
    ..de pessoas que queriam “o bem do mundo “, certo?
    ..Vários surgiram e deram suas vidas por uma causa e na sua história
    ..não existem desvios de princípios.
    ..Você acha que o Tchê Guevara é um líder que se enquadra na tua,
    …” tése “?
    …Ou mesmo nosso presidente,…. Luis Inácio da Silva ?
    …Ou ainda,… Antônio Conselheiro..???
    … Enfim, seria legal tratarmos de “líderes” que estão próximos de nós,
    ….pois a análise ficaria mais “controvertida ” e dentro do nosso tempo
    ….e espaço.
    ….Concórda ?
    …Abraço,
    …Fábio.

  2. Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las.

    (Voltaire)

Os comentários estão desativados.

 
%d blogueiros gostam disto: